Rasteirinha e chinelo: Conhecendo os queridinhos do verão

Final de ano, aquele sol de rachar mais próximo à superfície terrestre e não tem como elas não voltarem aos nossos pés. As rasteirinhas, desde que os pés começaram a ser liberados à vista do mundo, tem feito a cabeça das fashionistas e DOS fashionistas, também! E não vamos esquecer do famoso chinelinho, aquele que usamos pra lavar o quintal de casa, pra ir ao mercado da esquina ou ir à praia. Acredite ou não, eles também viraram parte da moda, não mais apenas um calçado simples para ir à piscina.

Quando a gente pensa em chinelos, a primeira coisa que, geralmente, vêm à nossa mente, é aquele calçado feito de borracha com duas tiras que começam entre o dedão e o indicador do pé e que se estende até as laterais do pé. Uma Havaianas, vamos dizer. E quando pensamos em rasteirinhas, imaginamos aquelas sandalinhas de couro, com tiras no peito do pé, cheias de pedrarias. Afinal, elas são a mesma coisa? São totalmente diferentes? Vem comigo!

 

Chinelo egípcio de 4.000 a.C. (Foto: Reprodução)

Chinelos japoneses ‘Geta’. (Foto: Reprodução)

 

 

 

 

 

 

 

 

Vamos começar do começo: os chinelos foram criados há uns 4.000 a.C. pelos egípcios… é. Eles costumavam marcar os tamanhos dos seus pés na areia e faziam os calçados usando papiro e palha para a sola, e tiras de couro cru. Logo depois, os japoneses decidiram criar os geta, uma espécie de chinelo tradicional que tinha uma base de madeira que mantinha os pés um pouco acima do solo.

Cada nação foi fazendo os seus próprios estilos de acordo com suas culturas e o que lhes era necessário até chegarmos aos chinelos modernos que todos nós conhecemos e amamos.

Mas agora, se preparem para ouvir algumas verdades: chinelo e sandália rasteirinha são a mesma coisa e podem ser simples ou mais detalhados, dependendo da marca.

A diferença é que o primeiro termo é tratado como algo barato e simples demais, seria aquele chinelo que usamos para ficar em casa, para ir ao mercado da esquina, enquanto o outro é tratado como um calçado estiloso, geralmente, muito detalhado. Falo sério, até a marca Havaianas não nomeia seus produtos como chinelos e sim como sandálias Havaianas! E olha que as sandálias rasteiras que eles fazem são chamadas de chinelo pelos clientes, mesmo assim, justamente por parecerem e serem chinelos. No final, é tudo uma questão de estratégia de marketing, aquilo que soa melhor para o público.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas isso está mudando, já que os chinelos slide – aqueles com uma tira grossa que fica no peito do seu pé – retornaram das cinzas dos anos 90 graças à diva Rihanna, que recriou o modelo para a sua coleção da marca Puma em 2016. Várias celebridades como Rita Ora, Miley Cyrus e Katy Perry já se renderam ao conforto e ao estilo dos slides. E até mesmo os chinelinhos comuns que conhecemos, está virando moda neste clima mais quente. E isso é ótimo, afinal, pra quem não gosta das rasteirinhas de sempre, pode-se unir conforto, frescor e estilo em um look só!

Ideal para climas mais quentes e eventos mais informais, as rasteirinhas transformam qualquer look simples em algo leve e estiloso! Além do conforto e da praticidade né? O segredo é usar junto a roupas leves, vestidos soltinhos, saias – curtas ou longas – shorts, calças pantalonas em tecidos também suaves… tudo pra que você mantenha o conforto, o casual chic e aproveite o verão de todas as formas!

Há vários modelos de rasteirinhas e chinelos, desde as mais simples, com as tiras comuns que conhecemos, até as mais estilizadas com pedrarias nas tiras ou as que enfeitam o peito do pé. Aqui na Week Shoes, sempre trazendo as mais novas tendências e os clássicos para os pés dxs nossxs clientes, não podíamos ficar de fora de trazer algumas das mais maravilhosas e estilosas rasteirinhas – ou chinelos – só pra você não deixar de arrasar nessa primavera/verão 2018-2019!

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *